Como vai funcionar o novo financiamento imobiliário da Caixa?

No fim do último mês, a Caixa Econômica Federal lançou uma nova linha de crédito para o financiamento imobiliário, que será corrigida pela caderneta de poupança. A novidade deverá se tornar vantajosa para muitos brasileiros já que a contratação da mesma pode ser feita para compra de imóveis novos e usados, construção e reforma.

A Caixa afirmou que a nova linha é resultado de um recorde de financiamentos imobiliários atingido em 2020 entre clientes de média renda. O banco divulgou que no último ano foram R$53,7 bilhões em volume financeiro financiado na Caixa para o segmento de renda média utilizando os recursos da poupança – um crescimento de mais de 100% se comparado a 2019.

Mas, afinal… como vai funcionar esse novo financiamento?

Quem estiver interessado poderá financiar até 80% do valor do imóvel, com entrada mínima de 20%, em um prazo de no máximo 35 anos. O crédito usa o SAC, ou seja, as parcelas diminuem conforme o tempo passa, e também o Price, com as parcelas fixas.

Ele estará disponível não só para clientes da própria Caixa, mas também para correntistas de outros bancos. A instituição vai aceitar portabilidade de crédito para essa nova modalidade.

Além de ser corrigido pelo rendimento da poupança, ele também será afetado por uma taxa fixa que varia de 3,35% a 3,99% ao ano e a Taxa Referencial (TR). É importante lembrar que sempre que a Selic é igual ou inferior a 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é equivalente a 70% da Selic mais a variação da TR.

Quer mais dicas sobre o mercado imobiliário e financiamento? Acompanhe os canais de comunicação da Ágil e venha conversar conosco!