Pré ou pós-fixado: qual é o melhor tipo de financiamento para o seu cliente?

Juros Pré-Fixados x Pós-Fixados: Qual o melhor?

Na hora de realizar um financiamento imobiliário, a gama de opções é gigantesca, exigindo que se tome algumas decisões em relação à instituição financeira escolhida, bem como a forma pela qual as taxas serão cobradas.

Um dos fatores que influenciam nos valores é a correção monetária dos juros, ou seja, se os juros serão calculados e definidos previamente em contrato (pré-fixados), ou se irão variar ao longo do tempo de acordo com os índices da inflação (pós-fixados).

Cada um dos modelos possui suas vantagens: com os juros pré-fixados, o cliente sabe, no momento de assinar o contrato, exatamente quanto vai pagar em cada parcela, podendo ter um controle maior do seu orçamento mensal.

Já no modelo pós-fixados, as taxas não são fixas, o que significa que, em cenários econômicos nos quais a inflação sofre queda, os valores do financiamento também são reduzidos, – mas o contrário também pode ocorrer, em caso de crise econômica, a qual tende a aumentar a inflação.

Dessa forma, a melhor maneira de decidir pelo modelo de correção monetária é simular o financiamento em ambas as modalidades, verificando prazos, taxas, cenários possíveis e valor final.
Assim, a tomada de decisão muito mais segura e assertiva. Mesmo assim, vale sempre lembrar, que ela é individual e varia de acordo com o perfil de cada cliente!

A Ágil pode te auxiliar nessa escolha! Entre em contato conosco e descubra as possibilidades!