Blog

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Destaques

Quais as Expectativas do Mercado Imobiliário para 2022?

A pandemia do coronavírus causou grandes perturbações em todos os setores da economia brasileira, gerando prejuízos e paralisações, mas não é novidade que o mercado imobiliário seguiu na contramão desse fluxo.

A valorização da moradia própria, principalmente pelo fato de as pessoas necessitarem passar mais tempo – e até mesmo trabalhar – dentro de casa, aliada às baixas taxas de juros proporcionadas pela queda histórica da Selic, favoreceram fortemente o crescimento do setor nos últimos dois anos, atingindo recordes de vendas e lançamentos.

Tal cenário gera expectativas muito boas para o mercado no próximo ano, mas é preciso observar que alguns pontos de investimento são necessários para que o crescimento se mantenha.

  • Demanda por imóveis maiores

A realidade do distanciamento social, bem como a mudança de muitos empregos para o modelo home-office, seja em tempo integral ou parcial, fez com que muitas pessoas optassem por se mudar para casas ou apartamentos maiores, com espaço para um escritório, ou simplesmente para se ter um conforto maior em tempos nos quais não se podia sair de casa.

Os mesmos argumentos são válidos para o fato de que a demanda por imóveis que contem com área de lazer completa, seja para a realização de exercícios, ou para que as crianças possam se divertir em segurança sem sair de casa.

  • Digitalização e desburocratização de processos

A pandemia obrigou que muitos modelos de negócio se adaptassem à realidade digital e menos burocrática.

Hoje em dia, já é possível adquirir um imóvel sem visita-lo presencialmente, ou sem ao menos se encontrar com um corretor para assinar a papelada, uma vez que a tecnologia tem permitido a realização de tours virtuais, além de resolver toda a burocracia por meio de assinaturas digitais, por exemplo. A principal expectativa para 2022 é que esses dois fluxos apresentados permaneçam, demonstrando a necessidade de se investir na construção de imóveis maiores e com áreas de lazer disponíveis, bem como evidenciando o fato de que corretoras imobiliárias que não se atualizarem tecnologicamente, ficarão para trás no mercado.

Quer saber mais sobre o assunto? Vem pra Ágil! Clique aqui e entre em contato conosco.

Últimas do blog