Você sabe como é definida a taxa de juros dos financiamentos imobiliários?

Os juros influenciam de diversas maneiras em nossas vidas, no qual seu conceito é indissociável da vida econômica da sociedade. Apesar dos juros parecerem assustadores, eles também podem ser seus aliados na hora de concretizar algum sonho, principalmente quando você encontra taxas que caibam no seu bolso.

Por isso, nos dá Ágil, separamos algumas informações para que você entenda o conceito e como as taxas de juros são definidas nos financiamentos imobiliários.

É importante enfatizar que seu financiamento é calculado em função do CET (Custo Efetivo Total). O CET é exatamente um dos parâmetros que servem de orientação na hora de escolher uma instituição financeira para pedir um financiamento: quanto menor o CET, menos você paga no valor final.

O Custo Efetivo Total de um financiamento é feito considerando os seguintes pontos:

  • Seguros obrigatórios: um seguro do imóvel e outro de morte e invalidez;
  • Taxa de administração do financiamento;
  • Taxa anual de juros da instituição escolhida;
  • Índice atrelado à taxa do banco, podendo ser TR (taxa referencial) ou IPCA (Índice de Preços ao Consumidor).

Além desses fatores, podemos dizer que a Selic também tem influência direta nas taxas de financiamento. Neste caso ocorre pois no mercado financeiro, quando a Selic está baixa, os investidores têm menos interesse em emprestar seu capital ao Governo, o que permite que todos esses recursos estejam disponíveis para empréstimos de outros tipos de transações, como para financiar imóveis. Por isso, os juros que você paga no seu financiamento também caem.

Assim, podemos concluir que o mundo dos juros pode parecer complexo, mas com atenção, informações e entendendo a lógica por trás dos números na hora de fazer um financiamento imobiliário, você toma as melhores decisões!

Por isso, fique atento aos conteúdos da Ágil e faça sempre as melhores escolhas em prol do seu sonho!